Sobre a Cidade

A cidade de Três Ranchos (GO), como ficou conhecida, originou-se por volta dos
séculos XVII e XVIII, a partir da chegada dos bandeirantes paulistanos as paisagens do hoje
Estado de Goiás, os quais, a procura de metais e mão de obra indígena e escrava, cortaram os
Sertões do Brasil Central, onde se localizava a Capitania de Goiás, chegando à região de Catalão
e, por conseguinte, às terras que hoje formam o município triranchense (SOUZA, 2012, p. 25).
Foi constatado que os tropeiros que cruzavam o País, no século XIX, tinham como
rota a passagem pela região de Três Ranchos (GO), onde existia um porto denominado Mãode-Pau, que servia para a travessia do Rio Paranaíba. Segundo a história oficial de Goiás, passou
pela área que hoje é o município de Três Ranchos o bandeirante Bartolomeu Bueno (o filho),
em 1722, em busca das minas outrora descobertas pelo seu pai, o Anhanguera (SOUZA, 2012,
p. 36).
Um fato histórico, que é interessante mencionar, diz respeito ao leito do Rio
Paranaíba, rico em diamantes e, na época, cobiçado pelos tropeiros da região. Foi, justamente,
em razão deste fato que o Porto Mão-de-Pau se tornou ponto de parada dos Bandeirantes e
tropeiros. Nele, havia três casebres na forma de “ranchos1
”, os quais, mais tarde, vieram a dar
origem ao nome do município (SOUZA, 2012, p. 36). O desmembramento deste da área do
município de Catalão se deu em 19 de outubro de 1953 mediante a Lei Estadual nº 823, vindo,
mais tarde, a ser elevado à categoria de município, como Paranaíba de Goiás, pelo Governador
da época, Pedro Ludovico Teixeira (GOIÁS, 1953).